Blog

Fique informado das notícias do mercado imobiliário

Urban jungle: dicas para seguir essa tendência de decoração

O estilo aposta em muitas plantas, tons de verde e materiais naturais


Publicado em 17 Janeiro 2020

Compartilhe:    

Urban jungle: dicas para seguir essa tendência de decoração

Cinza é a cor que costuma predominar na maioria dos ambientes urbanos. Na cidade, quase tudo é cercado por concreto. Não é à toa que, para fazer contato com a natureza, as pessoas costumam escapar para a praia ou para o campo; a vida, que pode parecer muita pálida entre os prédios, ganha uma nova paleta de cores em meio ao verde natural. E é esse entendimento que dá sentido à tendência urban jungle.

Em tradução literal, o termo significa “selva urbana” e dá nome a um estilo de decoração que valoriza elementos naturais – em especial as plantas – em ambientes internos. Segundo o designer Max Kampa, esse movimento é relativamente atual e surgiu em cidades grandes e populosas. “A grande sacada é o contraste. A tendência surge como um escape, uma forma de trazer a natureza, que parece tão distante, para dentro de casa”, explica. A alusão à selva está ligada ao grande número de plantas presentes nos ambientes urban jungle. “Colocar plantas em casa ou no apartamento não é algo atual, claro. Mas esse estilo leva a questão a outro limite. Em um espaço que segue a tendência, há um grande número de plantas, algumas que vão até o teto. Há vasos enormes com folhagens exuberantes. Trata-se de entrar no ambiente e sentir que entrou em uma floresta”, esclarece o profissional.

Estilo virou referência na hora de decorar interiores ? Foto: Divulgação

Para manter a harmonia e a pegada natural dos cômodos, materiais como madeira, fibras naturais e palha tornam-se as apostas mais adequadas para a composição dos ambientes. Móveis feitos com esses elementos conversam com a proposta de “abraçar” a natureza e combinam bem com os tons e as texturas das plantas, que são as grandes estrelas da tendência.

 

Decoração viva

Mas a pegada urban jungle não é para qualquer um! Kampa afirma que, para seguir esse estilo, o morador deve ter um determinado perfil. “Mais do que a questão estética, a tendência tem muito a ver com o bem-estar, com a sensação acolhedora oferecida pela natureza. Para viver com isso, a pessoa tem que gostar de plantas, porque elas estão vivas e demandam cuidados”. Então, se a ideia é encher a casa ou apartamento com flores e folhagens de todos os tipos, o mínimo que se precisa ter é tempo e paciência para tratar das plantinhas diariamente.

Trate suas plantinhas diariamente ? Foto: Divulgação

 

Dicas para seguir a tendência

E para quem curte plantas, gosta da natureza e quer trazê-la para dentro de casa com o estilo urban jungle, o designer deu três dicas simples de serem aplicadas.

Dicas para seguir a tendência ? Foto: Divulgação

1. Começar devagar, com poucas plantas e, principalmente, com plantas que o morador já sabe como cuidar. “Existe o risco de a pessoa não se adaptar ao estilo ou de não conseguir cuidar e acabar matando as plantas. Quem vê imagens do ambiente decorado, pronto, pode se empolgar e querer apressar as coisas. Mas é importante que isso seja feito com calma, para que o morador possa organizar essa nova responsabilidade no seu dia a dia”.

2. Deixar o ambiente claro, com muita luz natural e artificial, para contribuir com o bem-estar das plantas. Além disso, muitas folhagens juntas podem acabar tornando o espaço mais escuro.

3. Pesquisar diferentes suportes para os vasos de plantas. “Hoje em dia, vários designers estão pensando em produtos para isso por causa da tendência. Existem suportes bonitos e de qualidade, que podem ser postos na parede ou no teto. É legal tirar a planta do chão e colocá-la em lugares que não são tão óbvios”.


Fonte: G1