Blog

Fique informado das notícias do mercado imobiliário

Cobogó: 12 ambientes com o elemento para você se inspirar

Essas peças vazadas são usadas para separar espaços sem bloquear a luz e a ventilação ou apenas para dar um up no décor


Publicado em 28 Janeiro 2019

Compartilhe:    

Cobogó: 12 ambientes com o elemento para você se inspirar

O cobogó é um elemento brasileiríssimo, criado por três engenheiros que trabalhavam em Recife, entre as décadas de 1920 e 1930. O sobrenome desses homens (Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis) deu nome a peça que tem conquistado espaço em muitos projetos de interiores.

Inicialmente feitos de cimento, hoje também é possível encontrar versões em vidro, cerâmica e outros materiais. Como são vazados, eles são capazes de criar uma divisória sutil entre ambientes, sem bloquear a passagem de luz e ventilação. Em alguns casos, são usados apenas para dar charme. Veja as diversas possibilidades de usos na galeria a seguir:

 

Projeto de Paloma Yamagata com produção visual de Aldi Flosi e cobogós Manufatti.

Elementos tradicionais do design brasileiro estão presentes na sala de jantar assinada por Naomi Abe para a CASACOR SP 2018, como os cobogós, que formam as paredes do ambiente, valorizando a entrada de luz natural. Para dar um efeito especial, foram aplicados espelhos atrás das peças, que dão a impressão de continuidade.

 

Projeto de Tamara Timenetsky e Cesar Sallum com cobogó amarelo da Manufatti.

 

Cadeira da Dedon em sobrado de 230m², com projeto das arquitetas Mariana Andersen e Mariana Guardani, do escritório Casa 14.

 

Sala de jantar e cobogós de cerâmica em apartamento da arquiteta Daniela Ferraz, com projeto de reforma de seu escritório Estúdio Omnibus Arquitetura.

 

Cabogó Votu, de Arthur Casas e Solarium.

 

Casa em Brasília projetada pelo estúdio 1:1 com cobogós utilizados na fachada. A luz natural que passa pelos elementos chega nos interiores em formatos geométricos.

 

Projeto de Carol Vilela Arquitetura & Design com o cobogó Quadrado, da Manufatti.

 

Projeto da arquiteta Adriana Piva, com cobogó Trevo, da Manufatti.

 

Cobogós separam a sala de estar da varanda neste projeto de Diego Revolo. Sofá da Micasa, escultura de Raquel Saliba (Orbi Brasil) e mesinha da Firma Casa. Ao fundo, sobre a bancada, aparecem bandeja e cerâmicas da Dpot Objeto e tela de James Kudo (Zipper Galeria).

 

Cozinha é separada da sala de jantar por parede de cobogós (Manufatti) em projeto da arquiteta Barbara Dundes.

 

Renata Pedrosa usou os cobogós neste banheiro integrado ao quarto para separar os ambientes sem vedar a luz ou a ventilação, e também para proporcionar um pouco de privacidade. Feito de louça, o modelo foi desenhado pela arquiteta do Sub Estúdio e executado pela Elemento V. 


Fonte: CASA CLAUDIA